Acordo de colaboração para perpetuar a memória de Sebastião da Gama

Publicado a Dezembro 27, 2017 » 2839 Views» Cultura, Destaques, Sociedade, Últimas

A Câmara de Setúbal, em parceria com seis instituições culturais da região, assinaram um acordo de cooperação para preservar e honrar a memória de Sebastião da Gama. Maria das Dores Meira considerou “um dia histórico para a cidade” pois o poeta da Arrábida “será sempre, para todos os setubalenses, forte motivo de inspiração”.

A última sexta-feira foi considerado “um dia histórico para Setúbal” com a assinatura do acordo de cooperação entre a câmara e mais seis entidades culturais da região. O acordo tem como objectivo divulgar o legado intelectual do poeta e pedagogo Sebastião da Gama.
A presidente da autarquia, Maria das Dores Meira, destacou a importância do acordo que irá “perpetuar a memória de um grande poeta”.

O acordo assinado aponta para a criação da Casa-Memória de Joana Luísa e Sebastião da Gama e a produção de um documentário televisivo sobre a vida e obra do poeta e pedagogo.

O protocolo foi assinado pela Universidade Aberta, a Cátedra Infante Dom Henrique para os Estudos Insulares Atlânticos e a Globalização, a Junta de Freguesia de Azeitão, a Associação Cultural Sebastião da Gama, o Instituto Europeu de Ciências da Cultura Padre Manuel Antunes e o Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
A presidente da Associação Cultural Sebastião da Gama, Alexandrina Pereira, destacou a “ligação do meio académico, dos políticos e dirigentes associativos”, que deram “cumprimento ao testamento de Joana da Gama”. Já Celestina Neves, presidente da Freguesia de Azeitão, acredita que a partir “deste acordo tudo vai ser diferente na divulgação da obra de Sebastião da Gama”.

A cerimónia de assinatura do acordo ficou também marcada pela entrega de espólio de Sebastião da Gama, confiado à autarquia, em testamento, pela mulher do poeta, Joana Luísa, que irá enriquecer o conteúdo da futura casa-museu em Azeitão, que inclui os manuscritos de obras de Sebastião da Gama, como o “Diário” e “A Região dos Três Castelos”, assim como a tese de licenciatura e o texto da conferência “Lugar de Bocage na nossa Poesia de Amor”.

Nas doações deixadas por Joana da Gama à Câmara de Setúbal incluem-se as condecorações atribuídas ao poeta, concretamente a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique, a Medalha de Ouro da Cidade de Setúbal e a placa de homenagem da autarquia e da Associação Cultural Sebastião da Gama entregue à viúva por altura do primeiro aniversário do Dia Municipal da Arrábida.

Maria das Dores Meira agradeceu o espólio entregue, que “nos relembra, todos os dias, que é pelo sonho que vamos…”, pois “o nosso Gama continua a ajudar-nos a descobrir os nossos próprios caminhos íntimos quando o lemos, quando olhamos para o nosso rio, quando nos confrontamos com a beleza e mistério da nossa serra”.

O Setubalense/ZoomOnline

Share this post
Tags

Comments are closed.