António Costa vem em julho ao Seixal para confirmar construção do hospital

Publicado em Julho 4, 2017 » Destaques, Saúde, Sociedade, Últimas

António Costa deverá visitar a concelho do Seixal e chancelar o arranque do hospital neste concelho. A informação foi avançada pelo presidente da Câmara durante a reivindicação sobre a abertura, “urgente”, de uma unidade de saúde em Foros de Amora.

O Governo já se comprometeu com a construção do hospital no Seixal e, este mês de julho, o Primeiro-ministro, António Costa, deverá visitar o concelho para confirmar este equipamento. “Será uma visita para marcar a construção do hospital”, avança o presidente da Câmara, Joaquim Santos.
A vontade de visitar o concelho foi transmitida diretamente pelo chefe do Governo ao presidente da autarquia, que vê nesta intenção “boas notícias” para um município que para além de ser “carente em cuidados primários de saúde”, também “precisa de uma unidade hospitalar como frente avançada do Hospital Garcia de Orta”, em Almada.

Aliás, para Joaquim Santos o hospital no Seixal “não só é vital” para as necessidades de saúde da população do concelho, como também para os concelhos de Sesimbra e mesmo de Almada que “deixará de ter um hospital sobrelotado”. Depois de tantos avanços e recuos quanto à construção do hospital no Seixal, o presidente da Câmara acredita que agora será de vez. “Acredito que o hospital no nosso concelho seja mesmo construído. Este Governo tem tido uma atitude muito diferente do anterior [PSD / CDS], também graças à correlação de forças políticas proporcionada pelas últimas legislativas”, afirma.
Para além disso, a Assembleia da República, “com os votos contra da direita, já aprovou a construção do hospital no Seixal”, lembra Joaquim Santos que reafirma a confiança de que “o Governo irá cumpri com a sua palavra”. Mais ainda quando também o ministro da Saúde já afirmou que a construção deste esquipamento “é urgente”.

Joaquim Santos dava nota da visita do Primeiro-ministro ao concelho durante uma manifestação, no início da passada semana, onde autarcas e membros da comissão de utentes de saúde exigiram a construção da unidade de Saúde de Foros de Amora. Uma reivindicação com cerca de duas décadas, que tem terreno disponibilizado pela Câmara, mas aguarda ordem de construção desde há vários governos da República.

“A freguesia de Amora tem cerca de 50 mil habitantes e apenas um centro de saúde que recebe, para além dos seus utentes, também os munícipes das restantes freguesias que não têm médico de família”, referiu o presidente da Câmara do Seixal. A isto a vereadora da Saúde, Manuela Calado, vincou que “a proximidade dos utentes com os serviços de saúde é fundamental porque sem estes não existem oportunidades de desenvolvimento”.

Com a construção do Centro de Saúde de Corroios já assinada entre a autarquia e a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, a Comissão de Utentes de Saúde espera que a unidade de Foros de Amora também tenha luz verde do Governo.

“O centro de saúde de Amora atende também os utentes sem médico de família que pertencem a outras freguesias do concelho”. Ou seja, são cerca de “mais 15 mil pessoas que esta unidade tem de receber para além dos seus próprios utentes”, diz José Sales, da Comissão de Utentes.

O Seixalense/ZoomOnline

Partilhe este artigo
Tags

Comments are closed.