Nosso Bairro, Nossa Cidade: Euclides Soares com atelier de moda

Published On Setembro 26, 2017 » 384 Views» Destaques, Economia

Vestuário e acessórios de moda inspirados na cultura africana são criados por Euclides Soares, morador do Bairro das Manteigadas, em Setúbal, que, a partir de hoje, tem um atelier a funcionar num espaço cedido pela Câmara Municipal.

O atelier de moda e de costura, impulsionado no âmbito do Nosso Bairro, Nossa Cidade, marca, com uma atividade económica dinamizada por um morador, uma nova fase deste programa municipal de estímulo de iniciativas dos cidadãos.

“Um ato simbólico mas repleto de significado”, assinala a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, sobre o protocolo de cedência do espaço ao morador, assinado esta manhã, para o desenvolvimento do projeto instalado no número 7 da Rua João Augusto da Rosa, nas Manteigadas.

A autarca sublinha que a iniciativa representa mais do que a simples assinatura de um protocolo de cedência de instalações. “É a primeira vez que a autarquia cede, no âmbito do Nosso Bairro, Nossa Cidade, um espaço a um morador para desenvolver a sua atividade económica, com maior autonomia, conforto e condições de trabalho.”

O espaço agora ocupado pelo atelier, uma sala autónoma com nove metros quadrados, é cedido pela Câmara Municipal de Setúbal ao morador do Bairro das Manteigadas a título gratuito, por um período de dois anos, prorrogável, para o desenvolvimento daquela atividade económica e comercial.

“Queremos um bairro diferente e uma vida melhor para a população. Este é um pequeno contributo e um exemplo daquilo que pode ser feito”, destaca Maria das Dores Meira, que elogia o espírito empreendedor de Euclides Soares. “Parabéns pela ideia e sucesso para o futuro.”

Cores e padrões arrojados vestem a maior parte das criações de Euclides Soares, 40 anos, que, juntamente com a mulher, Josiane, dá forma e alma às mais variadas peças de vestuário, como vestidos, blusas, calções e até sapatos, e também acessórios de moda, neste caso malas, bolsas, brincos e laços.

A costura apareceu na vida de Euclides há pouco mais de um ano, arte que aprendeu a gostar depois de desafiado pela mulher, mas a criatividade é-lhe inata. Juntos promovem a marca “Moda Afro Kido Soares”, ele direcionado para o vestuário, ela responsável pela bijutaria e acessórios.

“No início foi complicado mas agora já domino a costura”, revela o artesão que tem na cultura e raízes africanas a principal fonte de inspiração. Há peças para todos, homens, mulheres e crianças, com um toque muito pessoal. “Misturo elementos tradicionais em criações mais modernas.”

Euclides Soares, que trabalhava a partir da casa própria, vê no atelier uma oportunidade de expandir um negócio, uma vez que agora dispõe de um espaço físico para promover a marca e as criações, em complemento com a loja virtual que tem na rede social facebook, acessível pesquisando por “Euclides Kido Soares”.

“Agora tenho portas abertas para as pessoas conhecerem o meu trabalho”, afirma, com orgulho, sobre o espaço que adaptou, com pequenos ajustes, e no qual constam as indispensáveis ferramentas de costura, um expositor para as criações, muitas delas feitas exclusivamente por encomenda, e um provador.

O atelier de moda e costura foi o primeiro projeto a instalar-se nas Manteigadas mas já existem outros no horizonte. “Os moradores têm em estudo outras iniciativas, pensadas para salas semelhantes, concretamente uma mercearia comunitária e uma sala para catequese”, anuncia Maria das Dores Meira.

A criação e instalação do espaço é mais um exemplo do espírito de participação ativa do Nosso Bairro Nossa Cidade, programa centrado no território abrangido por Bela Vista, Forte da Bela Vista, Alameda das Palmeiras, Quinta de Santo António e Manteigadas.

Este programa municipal, que envolve diretamente a comunidade local em ações e iniciativas de melhoria do território e de aumento da qualidade de vida das populações, assenta na premissa de que todas as ações devem ser protagonizadas pelos próprios, promovendo a autonomia, a responsabilidade e o crescimento coletivo.

CMS/Zoomonline

Share this post
Tags

Comments are closed.