Caixa no Faralhão aberta até ao fim do ano

Publicado em Março 24, 2017 » Destaques, Economia, Últimas

A dependência bancária da Caixa Geral de Depósitos no Faralhão já não vai fechar em Abril, como estava previsto, mas a salvaguarda mantém-se apenas até ao fim do ano.

A garantia foi dada ontem ao autarca Manuel Véstias, pelo director comercial da Região Sul e Ilhas, representante da administração da CGD, na sede da Junta de Freguesia do Sado, onde o autarca entregou a petição com 2839 assinaturas recolhidas ao longo do mês passado contra o encerramento da dependência bancária. A pedido da administração da Caixa, o director comercial informou a Junta que a agência não vai encerrar durante 2017, mas “não é garantido que se mantenha aberta nos anos vindouros”, frisa Manuel Véstias. Assim, vai reunir com a população no sábado para informar sobre as ações futuras. “Quem luta sempre alcança. Conseguimos tirar a dependência do Faralhão da lista de 60 balcões que vão fechar já em Abril, mas queremos que saia das próximas listas, que contam com 120”.

Manuel Véstias considera que a luta será longa, uma vez que, tal como o próprio representante da administração o informou, a CGD tem o compromisso com agências europeias e com o plano financeiro da Caixa para emagrecer o número de balcões.

A 23 de Fevereiro, o autarca enviou um ofício a questionar a razão por que o balcão do Faralhão iria fechar. Semanas depois, após protesto no Faralhão, foi enviada uma moção à Caixa a defender a permanência. O abaixo-assinado foi ainda entregue em mãos no Ministério das Finanças, em Lisboa. A dependência bancária no Faralhão serve mais de 4 mil clientes e 75 micro e pequenas empresas da freguesia e de localidades como Gâmbia Pontes e Alto da Guerra.

O Setubalense/Zoomonline

Partilhe este artigo
Tags

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscrever!

*