Câmara de Almada diz que há alternativas para veraneantes

Publicado em Maio 31, 2014 » Política, Últimas

pescadores Costa JFO presidente da Câmara de Almada, Joaquim Judas, garantiu esta sexta que “há alternativas para os veraneantes nas praias da Caparica”, apesar da demora na reposição de areias que foram arrastadas pela agitação do mar no último inverno.

“A reposição de areias vai decorrer durante a época balnear, mas a Costa da Caparica tem 13 quilómetros de areia e continua a ser um importante destino turístico e balnear”, disse à Lusa Joaquim Judas, poucas horas antes do início da época balnear, que começa este domingo.

Embora não se saiba ainda quando terão início os trabalhos de reposição de areias, o autarca afirma-se convicto de que a Secretaria de Estado do Ambiente e a APA (Agência Portuguesa do Ambiente) estão empenhadas na celeridade do processo, mas critica a alegada demora na decisão, por parte do primeiro-ministro.

“Não é nada que a Câmara de Almada estranhe, na medida em que, como oportunamente chamámos à atenção, só no dia 24 de abril o primeiro-ministro concedeu ao ministro do Ambiente a verba necessária para a execução da obra”, disse.

Joaquim Judas mostra-se confiante de que, a par da reposição de areias, deverão ter lugar outras intervenções necessárias, designadamente a reparação de espaços públicos e os acessos às praias que foram danificados pelos temporais.

De acordo com o presidente da câmara de Almada, já se iniciaram os processos relativos à reparação de danos nos equipamentos dos concessionários de praia e nos acessos ao paredão, bem como a reparação da duna junto aos parques de campismo do INATEL e do Clube de Campismo de Lisboa.

“No que diz respeito a reparações mais profundas nas estruturas – paredão e esporões – o que está previsto é que essas obras só se realizem depois da época balnear”, acrescentou o presidente da Câmara de Almada, lembrando que a autarquia apostou na realização de diversas iniciativas para minimizar os impactos negativos e atrair mais veraneantes às praias da Caparica.

No passado mês de fevereiro, na sequência da destruição provocada pelo mau tempo no paredão e estabelecimentos comerciais da frente urbana, a Câmara de Almada anunciou a realização de um festival de verão, de música portuguesa, que terá lugar de 14 a 17 de agosto.

Lusa/Zoom online

Foto: JFCC

Partilhe este artigo
Tags

Deixar uma resposta