Câmara de Santiago do Cacém avança com “Presidência nas Freguesias”

Publicado a Março 31, 2014 » 874 Views» Política, Últimas

SantiagoDoCacémA Câmara Municipal de Santiago do Cacém inicia esta semana um programa de visitas às oito freguesias do concelho, que inclui contactos com a população, instituições e empresas, durante os próximos três meses, foi hoje anunciado.

A “ronda” arranca na quarta-feira, na freguesia de Abela, e desenrola-se até à segunda semana de julho, terminando em São Francisco da Serra, esclareceu hoje o presidente do município, Álvaro Beijinha (CDU), durante um encontro com jornalistas.

As visitas vão ter a duração de três a quatro dias, consoante a dimensão das freguesias, com o objetivo de “conhecer melhor a realidade” das diversas localidades e fazer um levantamento dos principais problemas e preocupações dos habitantes.

Álvaro Beijinha considerou que a iniciativa, designada “Presidência nas Freguesias”, será uma “mais-valia” para os autarcas e os técnicos municipais que vão integrar o grupo de trabalho, esperando “colher” contributos “decisivos” para a atuação do executivo durante o atual mandato.

De acordo com o presidente do município, a iniciativa, que será repetida anualmente, inclui a deslocalização das reuniões de câmara para a sede da freguesia onde estejam a decorrer as visitas.

Do mesmo modo, no dia 11 de abril, a reunião da Assembleia Municipal realiza-se em Alvalade, por aí estar a decorrer nessa semana a “Presidência nas Freguesias”.

O autarca afirmou que esta abordagem pretende contrariar as críticas que os políticos ouvem “durante as campanhas eleitorais”, de só se deslocarem às freguesias “nas alturas das eleições”.

“Nós somos diferentes, queremos aparecer sempre durante os quatro anos do mandato”, reforçou o responsável.

Em Abela, onde a iniciativa começa já na quarta-feira, o programa prevê para os três dias um período de atendimento ao público pelo presidente do município, visitas a instituições como o centro de dia, o lar de idosos e escolas, uma reunião com as associações locais e visitas a algumas empresas, entre as quais um lagar de azeite e uma unidade de turismo rural.

Os trabalhos terminam na sexta-feira à noite com um plenário com a população, na Casa do Povo, ação que, segundo Álvaro Beijinha, se irá repetir em todas as freguesias.

Lusa/Zoom online

Foto: CMSC

Share this post
Tags

Deixe uma resposta