Câmara reforça parceria com Galp Energia

Publicado em Dezembro 31, 2014 » Sociedade, Últimas

Santiago do Cacem parceria  Galp EnergiaA Câmara Municipal de Santiago do Cacém e a Galp Energia assinaram, no dia 30 de dezembro, na Sala de Sessões da sede do Município, um protocolo que prevê a atribuição de 150 mil euros à CMSC – um aumento em relação aos anos anteriores – verba que será depois aplicada pela autarquia no desenvolvimento de atividades culturais, desportivas, ambientais e de solidariedade social no Município.

Já há algum tempo que a Câmara Municipal reivindicava, junto da Refinaria de Sines da Galp Energia, um aumento das verbas atribuídas à autarquia, uma vez que cerca de 70% dos trabalhadores da petrolífera são residentes no Município de Santiago do Cacém. “Quem fica a ganhar é o movimento associativo e a nossa população”, assegura Álvaro Beijinha, Presidente da CMSC. A autarquia pretende que este apoio financeiro possa ser “investido em infraestruturas desportivas, em particular numa infraestrutura que muita falta faz ao Município. Não é um assunto completamente fechado, mas seria muito importante e serviria o próprio movimento associativo, não obstante ser um equipamento municipal”, destaca. Álvaro Beijinha tem a esperança que “nos anos seguintes se mantenha esta verba”, sublinhando que “este aumento pode, nos anos seguintes, proporcionar não só o aumento dos apoios que damos às coletividades que têm vindo a ser apoiadas”, como também “alargá-lo a outras”.

O diretor da Refinaria de Sines da Galp Energia, José Martinho Correia, enquadra a assinatura do protocolo na “política de responsabilidade social da Galp. Nós onde temos instalações e fazemos os nossos negócios também gostamos de nos darmos bem com a comunidade. A Câmara Municipal de Santiago do Cacém tem sido sempre um parceiro privilegiado no que diz respeito à prática do bem social”. José Martinho Correia destaca ainda o elevado número de trabalhadores da Refinaria de Sines que residem no território. “A maior parte dos nossos colaboradores mora no Município de Santiago do Cacém e o que estamos a fazer também é para eles, é para a comunidade, porque nós também moramos aqui”, conclui.

CMSC/Zoomonline

Partilhe este artigo
Tags

Deixe uma resposta