E Setúbal floriu!

Publicado em Maio 29, 2017 » Cultura, Destaques, Sociedade, Últimas

Decorreu, durante sexta e sábado últimos, a 2ª edição da Festa da Flor, na placa central da avenida Luísa Todi e na Praça do Bocage, iniciativa que animou toda a baixa da cidade. O certame contou com o apoio da Câmara Municipal e com uma série de parceiros que aderiram ao projeto. “Vieram pessoas que dentro da área do ambiente e da área específica dos jardins desempenham várias atividades”, explicou Maria das Dores Meira, presidente do município ao nosso jornal, para depois continuar: Desde os que colocam as relvas sintéticas, às empresas de produtos biológicos para tratar das plantas, bem como de outras atividades relacionadas com a temática, todos estão connosco. Temos workshops para ensinar a fazer arranjos de flores, sejam artificiais ou naturais. Há atividades lúdicas, e também estão a fazer mandalas. “Esta é a segunda feira da flor. No ano passado foi só um dia, mas as pessoas gostaram muito. Este ano fdecidimos avançar com dois dias” – acrescenta a edil.

Mateus, oleiro, foi convidado pela Câmara Municipal de Setúbal e aproveitou para divulgar o seu trabalho, e para mostrar que em Setúbal, ainda existe uma olaria que executa e divulga a arte. Por sua vez Pedro Tomás, que trabalha com manutenção e projeção de espaços verdes disse-nos que a sua participação teve a ver com a divulgação do trabalho, que realiza na sua empresa. No fundo a promoção e divulgação das artes florais e de jardinagem estiveram patentes nesta iniciativa de cores e perfumes da natureza.
Pessoas de várias faixas etárias aderiram ao evento. Desde crianças entusiasmadas com as pinturas faciais, modelagem de balões e jogos didáticos, pessoas que se interessam por jardinagem e simples curiosos. “São ideias muito boas, sinto que Setúbal está a mudar” – disse uma participante a propósito da iniciativa.

A mostra das ruas Floridas de Redondo, vila do Alentejo, foi uma das grandes atrações da festa. O nosso jornal falou com António José Rega Matos Recto, presidente da Câmara de Redondo, que esteve presente na festa colorida da nossa cidade explicando que “as quarenta e duas ruas da vila estarão enfeitadas de 29 de Julho, a 6 de agosto, com adornos e flores feitos pelos próprios moradores. Trabalham cerca de 500 habitantes e é preparado com um ano de antecedência. O evento ocorre de dois em dois anos, desde 1838. O autarca deixou um apelo à população de Setúbal:“Quem poder e tiver disponibilidade para visitar o Redondo, deve vir ter connosco não só para ver as ruas, mas também pela gastronomia e pelas paisagens. Esperamos cerca de 750 mil pessoas durante os 9 dias de festa, uma das maiores que se faz a Sul do Tejo.”

Entretanto a construção do “Tapete em Arte Efémera”, para dar mais cor ao brasão de Setúbal, em frente do edifício dos Paços do Concelho, foi outro dos pontos altos do evento. O tapete foi ganhando forma e o brasão, que tantas vezes passa desapercebido, encheu-se de cor.

Além da criação do “Tapete em Arte Efémera”, noutros dois pontos da Praça de Bocage cresceram mandalas e um quadro, preenchidos com flores e outros materiais reutilizados, a cargo da Associação de Artistas Plásticos de Setúbal e da Mandal’arte.

A população foi convidada a participar e a preencher, quer as mandalas, quer o quadro da associação Artiset, com diversos materiais.
A baixa da cidade viveu momentos de encanto tal o colorido e os cheiros perfumados que se fizeram sentir ao longo destes dois dias de muita animação. Aguarda-se agora pela terceira edição da iniciativa.

O Setubalense/ZoomOnline

Partilhe este artigo
Tags

Comments are closed.