A mais emblemática fadista setubalense está hospitalizada

Publicado a Janeiro 8, 2018 » 893 Views» Cultura, Destaques, Últimas

O ano de 2018 não começou da melhor forma para a emblemática fadista setubalense, Georgete de Jesus. A fadista de 83 anos, natural de Troino, sofreu uma queda e teve que ser operada ao fémur.

A fadista setubalense Georgete de Jesus sofreu uma queda e teve que ser operada de urgência ao fémur. A fadista de 83 anos, antiga proprietária da casa de fados Ribeirinha do Sado em parceria com o marido, Manuel de Jesus, encontra-se internada no Hospital Ortopédico do Outão.

A artista já foi alvo de várias homenagens e a sua carreira ao longo de mais de meio século marcou a diferença a nível da solidariedade.
Georgete de Jesus madrinha de várias marchas populares ao longo de 20 anos, que iniciou no Clube Recreativo da Palhavã dos Ídolos da Praça, da União Setubalense, sendo madrinha da Grande Marcha de Setúbal várias vezes.

Em entrevista concedida ao jornal O Setubalense em Setembro de 2015, a fadista confessava, que as coisas que mais gostava de Setúbal “são as nossas praias e o Mercado do Livramento. Mas adoro também o meu bairro de Troino e a zona ribeirinha, que está muito bonita”. A mãe conserveira ensinou-lhe as dificuldades da vida e daí defender “mais e maior solidariedade para quem precisa”. Quando lhe perguntavam quando deixaria de cantar afirmava sempre com convicção “não deixarei de cantar, nem que me matem”.
O Setubalense deseja à emblemática fadista rápidas melhoras para que regresse ao convívio fadista e responda com a ironia quando cantava “Lavava no rio lavava…porque não tinha máquina de lavar!”

O Setubalense/ZoomOnline

Share this post
Tags

Comments are closed.