Espaço 50 Cuts celebra um ano de takes, filmes e debates

Publicado a Fevereiro 2, 2018 » 285 Views» Cultura, Destaques, Últimas

A Associação Cinematográfica 50 Cuts comemora este fim de semana o seu primeiro aniversário da presença no espaço onde actualmente se transmitem filmes, se debatem ideias sobre cinema e se realizam tantas outras actividades.

“Amanhã, pelas 21h30, exibiremos no Espaço 50 Cuts o filme “In the Moment” do músico e realizador Luís Fernandes, seguido de debate e de uma jam session com a presença do acordeonista Sr. Ramos”, refere Diana Lima, uma das fundadoras da associação, formada em Cinema pela Universidade Lusófona. “Depois, por volta da meia noite, após o visionamento de um vídeo sobre as actividades realizadas durante este primeiro ano, celebraremos então o primeiro aniversário do nosso espaço”, acrescenta.

A 50 Cuts vai além da Rua Pereira Cão, na qual se encontram as suas instalações. Com ideia criada em Julho de 2015, ganhou espaço em Fevereiro do ano passado, sendo uma associação sem fins lucrativos que tem como principal objectivo criar e promover na nossa cidade iniciativas culturais e projectos artísticos inseridos na área do cinema e do audiovisual, nas artes plásticas, na fotografia e na música. Tendo como fundadores um grupo de 13 jovens, em conjunto com as suas famílias, que trabalham nesta aventura de fazer cinema com orçamentos reduzidos, a associação conta agora com cerca de 30 sócios e parcerias com a distribuidora Legendmain, a Cinedita de Arganil, a gráfica “Coisas que falam” e ainda um protocolo com o Set’Curtas, projecto da Câmara Municipal de Setúbal.

“O nosso objectivo é mostrar filmes que não passam nos cinemas e também nos interessa muito a formação. Por isso, temos produzido workshops de caracterização e realização cinematográfica, tentando trazer nomes reconhecidos do cinema a Setúbal”, comenta Diana Lima, salientando que existe uma aposta em novos talentos e que “tem sido o boca a boca que tem trazido mais gente cá”.

Actualmente com 42 associados, a 50 Cuts vai continuar, neste ano de 2018, a exibir filmes dirigidos a públicos diversos, nomeadamente aos mais novos, e a sua selecção colocará sempre os critérios artísticos, culturais e sociais acima dos critérios comerciais, filmes que estimulem o público a ver e discutir cinema, reflectindo através deles sobre a realidade e levar os seus associados a envolverem-se na selecção das obras a serem vistas. “A 50 Cuts continuará o seu trabalho de permanente construção, pautando-se pelo caminho da qualidade, delineando eventos e exibindo filmes para públicos diversos, nomeadamente para os mais novos, colocando, sempre, os critérios artísticos, culturais e sociais acima dos critérios comerciais. Estimular o público a ver e a debater cinema e, deste modo, a reflectir sobre a realidade, é um imperativo que prioriza”, refere, adiantando que a associação continuará disponível para estabelecer parcerias com outras entidades e instituições, da mesma forma que acolherá projectos culturais que se integrem nos seus objectivos.

Próximos eventos
Depois de em Janeiro ter promovido, com a Artiset e o apoio logístico da Casa da Cultura, o ciclo de cinema “Um pintor…um filme”, a que assistiram cerca de 115 pessoas, cujos filmes foram reforçados por uma conversa moderada por 4 convidados: António Galrinho, José Dinis Fidalgo, Eduardo Carqueijeiro e Joseph Rodrigues, a Associação Cinematográfica 50 Cuts já tem actividades marcadas até Abril. Para este mês, no dia 24 de Fevereiro, pelas 16h30, Contos de Encontro: Eça de Queiroz, Guy de Maupassant, Gonçalo M. Tavares, com apresentação de Sara Loureiro e entrada livre. A 25 de Fevereiro, pelas 15h30, “Fernando Pessoa: uma vida, uma obra”, palestra por Manuela Palma Rodrigues, no Espaço 50 Cuts, precedida da exibição do filme de Margarida Gil “Daisy, um filme para Fernando Pessoa”. Poemas ditos por Sara Loureiro e canções interpretadas por Cátia Oliveira, com organização da 50 Cuts.

O Setubalense/ZoomOnline

Share this post
Tags

Comments are closed.