“Existe enorme vontade de ganhar” – António Santos

Publicado em Março 31, 2017 » Desporto, Destaques, Últimas

Eleições do Vitória já fazem parte do passado para António Santos, um dos candidatos derrotas e treinador da equipa sénior. Fase de promoção arranca amanhã, e o único cenário em mente passa pela subida à I Liga.

Há duas palavras que não cabem no dicionário de António Santos: prometer e tentar. Para o treinador da equipa sénior de andebol do Vitória, só há um cenário em mente em vésperas do arranque da fase de promoção: a subida à Liga.

“Procuramos sempre atingir os objetivos máximos. Somos ambiciosos, mesmo sabendo que provavelmente não vamos conseguir ganhar os jogos todos”, vincou o popular Picas, que após um período eleitoral intenso, no qual se perfilou como candidato à presidência do clube, decidiu deixar o comando técnico no final da temporada. “Antecipei uma decisão da direção”, confessou a O Setubalense.

Na visão do timoneiro sadino, 62 anos, os vitorianos são um dos três favoritos a subir à elite nacional da modalidade. “O Vitória é quem tem o palmarés mais superior, mas isso vale o que vale dentro do campo. Quem mais se aproxima é o Xico Andebol, que já andou pela I Divisão e tem uma equipa experiente. A Sanjoanense também apostou forte, com vários jogadores cedidos pelo Porto”, analisou, perspetivando “jogos muito equilibrados e decididos nos últimos segundos”.

Melhores do que há um ano
Na temporada passada, a equipa sénior também atingiu a fase de promoção, mas terminou-a em último lugar. Este ano, a formação setubalense está diferente… para melhor. “A equipa está melhor apetrechada, em grande parte com atletas formados no clube, que sentem a camisola. Há muita qualidade e amizade no grupo de trabalho”, garantiu, sem sentir maior pressão por assumir a subida à I Liga como objetivo. “A pressão não entra no nosso grupo. Temos é a responsabilidade de dignificar o emblema. Quem dá o que tem, a mais não é obrigado. Mas existe uma enorme vontade de ganhar”, atirou.

Das palavras aos atos, o primeiro jogo da 2ª fase está agendado para amanhã às 17h30, no Pavilhão Antoine Velge, diante do CDE Camões, a outra equipa apurada da zona mais a sul. “Começar a jogar em casa é um fator determinante numa fase como esta. Nesta época, já ganhámos ao Camões por duas vezes, mas sentimos grandes dificuldades no jogo em casa. A concentração tem que ser máxima”, vaticinou, pedindo “grande resistência emocional” aos seus jogadores e o imprescindível apoio dos adeptos.

O Setubalense/Zoomonline

Partilhe este artigo
Tags

Deixar uma resposta