Fernando Pó é capital do Vinho

Publicado em Maio 3, 2017 » Cultura, Destaques, Sociedade, Últimas

As adegas de Palmela estiveram em destaque com a conquista de mais de duas dezenas de Medalhas de Ouro e Prata, no Concurso da CVRPS. Mas o vinho continua em destaque na Mostra que se irá realizar em Fernando Pó.

Vinte e três medalhas de ouro e prata distinguiram os vinhos produzidos nas adegas do concelho de Palmela, no XVII Concurso de Vinhos da Península de Setúbal. Mas o vinho vai continuar a ser rei na Mostra de Fernando Pó, que se realiza de 12 a 14 de Maio, nesta localidade, na freguesia de Marateca.

Andreia Bento e Carina Costa da Comissão Organizadora da Mostra revelaram que a edição deste ano irá “ultrapassar todas as expectativas, pois queremos honrar os nossos pais e familiares na divulgação dos vinhos da região”. As novidades em destaque serão o Enoturismo e a gastronomia proporcionada pela realização de dois showcooking, onde a Comissão Organizadora prevê a vinda de mais de cinco mil visitantes.

A Mostra de Vinhos em Fernando Pó realiza-se de 12 a 14 de Maio e inclui um concurso, que põe à prova 28 vinhos tintos e 18 vinhos brancos, um conjunto de provas comentadas e um prémio do melhor vinho a ser atribuído pelo público.
Henrique Soares, presidente da Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal (CVRPS), considera que a Mostra é uma forma de “celebrar o vinho no coração vitivinícola da região, que ano após ano, valoriza a qualidade destes saborosos néctares do concelho de Palmela”.

O presidente José Silvério, da União de Freguesias de Marateca e Poceirão, garante continuar a “apoiar um evento promovido pelos homens da terra e dos vinhos”, pois se “não o fizéssemos algo estava mal”. Também Miguel Cachão, da Avipe, partilha da mesma opinião já que Fernando Pó “é uma localidade marcada pela ruralidade e continuamos a manter uma ligação muito próxima com os vitivinicultores”.
Para Álvaro Amaro, presidente da Câmara de Palmela, “existe uma equipa de gente generosa e dedicada que organiza e valoriza a Mostra, que quer ano após ano fazer mais e melhor”. O autarca destaca a “vinda de novos públicos com o comboio de turistas de Lisboa”. Esta valorização, destaca, “é um selo de enorme valor para o território, onde está parte do ADN dos vinhos de Palmela”.

O presidente da Câmara de Palmela reafirma, que esta terra “mantém a tradição de saber fazer aliado à modernidade” e garante “estamos todos a investir na promoção e criação de melhores infraestruturas para a requalificação da sede da colectividade de Fernando Pó, que será um centro nevrálgico desta zona”. Álvaro Amaro anunciou que as obras de requalificação e construção de um pavilhão, que envolvem cerca de 160 mil euros, irão “começar após a Mostra de Vinhos”, pois “queremos que esta localidade passe a integrar o mapa do enoturismo dos vinhos, que são autênticos tesouros”.

A Mostra de Vinhos deste ano conta com a participação de 26 pavilhões, onde estarão representados 12 vitivinicultores, empresários de doçaria, de queijos, enchidos e gastronomia.

O Setubalense/ZoomOnline

Partilhe este artigo
Tags

Deixe uma resposta