Futuro centro de saúde na Bela Vista origina petição

Publicado a Junho 29, 2018 » 1635 Views» Destaques, Saúde, Sociedade, Últimas

A construção de um novo centro de saúde junto ao LIDL do Bairro da Bela Vista, em espaço cedido pela autarquia à ARSLVT há quase dez anos, vai motivar a criação de uma petição em Setúbal com o intuito de levar o assunto a ser discutido no Parlamento. Em causa está a reformulação dos centros de saúde de São Sebastião e Bairro Santos Nicolau. Em reunião com o Bloco de Esquerda, a direção dos centros de saúde de Setúbal assumiu a intenção de encerramento do centro de saúde do Bairro Santos Nicolau, que funciona num prédio habitacional de três andares, bem como a reconversão do de São Sebastião em Unidade de Saúde Familiar. A informação foi avançada por Sandra Cunha, deputada municipal do BE, durante uma reunião com população na paróquia de Nossa Senhora da Conceição na noite de quarta feira. “Foi-nos referida a intenção de colocar os novos equipamentos no Vale do Cobro, nas atuais instalações do centro de saúde de São Sebastião, mas a opção que nos parece mais viável é a construção de um centro de saúde de raiz no Bairro da Bela Vista, em substituição do que funciona no Bairro Santos Nicolau”, assumiu a deputada. A solução, acompanhada do reforço de nove médicos de família entre as duas novas USF, faria com que os 17 mil utentes de São Sebastião sem médico de família passassem a ter esta assistência. Na reunião que contou com cerca de 30 participantes, as duas razões mais vincadas para a colocação da USF do Bairro Santos Nicolau no Bairro da Bela Vista foram a dinamização do tecido social deste bairro através deste equipamento e a pouca frequência de transportes públicos entre a área de abrangência da USF Bairro Santos Nicolau e o Vale do Cobro. “Um centro de saúde no Bairro da Bela Vista seria mais adequado para toda a população residente entre o Bairro de São Domingos e a Bela Vista face à alternativa Vale do Cobro, para onde há apenas um autocarro”, referiu Francisco Sousa, deputado da freguesia de São Sebastião pelo Bloco de Esquerda. Como exemplo, o bloquista explicou que “para alguém da Bela Vista ir para o Vale do Cobro tem que apanhar dois autocarros”.
Entretanto, a comissão de utentes de São Sebastião, em missiva enviada ao nosso jornal, não considerou viável a conversão do Centro de Saúde em Unidade de Saúde Familiar, onde não há utentes sem médico, forçando a que estes fossem encaminhados para outro na cidade, nomeadamente na Praça da República. Atualmente, na USF Bairro Santos Nicolau estão inscritos 11 mil utentes. No Centro de Saúde de São Sebastião, há 40 mil utentes, dos quais 17 mil são sem médico.

Rogério Matos /O Setubalense

Share this post
Tags

Comments are closed.