GNR encerra sucata ilegal em Setúbal

Publicado em Fevereiro 28, 2014 » Segurança

gnrA GNR apreendeu seis quilos de cobre, deteve três pessoas e encerrou três sucatas ilegais em Faro, Lisboa e Setúbal durante a operação de fiscalização “Metais não preciosos”, disse hoje à Lusa uma fonte da Guarda Nacional Republicana.

A operação de fiscalização intensiva ao transporte de metais não preciosos e aos Operadores de Gestão de Resíduos (OGR) foi realizada na quarta-feira e envolveu 876 militares dos comandos territoriais, da Unidade Nacional de Trânsito e da Unidade de Ação Fiscal, segundo um comunicado da GNR.

Durante a operação, foram ainda passados 22 autos de contraordenação, no âmbito das OGR, e 65 autos de contraordenação relativos ao transporte de metais.

O major Marco Cruz, relações públicas da GNR, adiantou à Lusa que foram também encerradas três sucatas por “falta de licenciamento para operar”.

De acordo com a GNR, as ações de fiscalização foram orientadas para “as vias potencialmente usadas para o escoamento dos materiais furtados e para os locais suspeitos de efetuarem a sua recetação, contribuindo para o esforço europeu no combate a este tipo de crime”.

“Os metais alvo de furto em Portugal são muitas vezes escoados para Espanha e, também, no sentido inverso, pelo que a coordenação de ações operacionais transfronteiriças e de troca de informação, são essenciais para um combate coordenado sobre este tipo de criminalidade”, sublinha no comunicado.

Neste sentido, a operação foi composta por equipas mistas, com a integração de elementos com a Guardia Civil em Espanha, bem como elementos da Guardia Civil com as equipas da GNR em Portugal, através dos comandos territoriais cuja zona de ação inclua a fronteira terrestre.

Marco Cruz adiantou que esta “é uma realidade cada vez mais em voga”, que teve “um ‘boom’ muito grande há dois ou três anos”.

Contudo, adiantou, “fruto das grandes operações” feitas pela GNR em todo o país tem-se “combatido este tipo de realidade”.

“A legislação alterou-se, no sentido de combater esta realidade, sobretudo para quem faz a recetação deste material, e esta foi mais uma operação que levámos a cabo”, sublinhou.

Lusa/Zoom online

Partilhe este artigo
Tags

Deixe uma resposta