Greve na Teleperformance por melhores salários

Publicado em Janeiro 30, 2017 » Sociedade, Últimas

Os trabalhadores da Teleperformance de Setúbal alocados às campanhas Barclaycard vão fazer greve no dia 6 pela melhoria das condições laborais. A paralisação foi decidida em plenário, sexta-feira, nas imediações da empresa. Em causa estão reivindicações como o aumento do salário base para um semelhante ao pago nos balcões de instituições bancárias e a integração na empresa de trabalhadores provenientes de empresas de trabalho temporário, algo que já é pedido há quatro anos.

O plenário contou com a presença de 20 trabalhadores que, sem dar a cara por temer represálias, consideraram que a esta goza de boas condições financeiras para promover um aumento de salários. Assim, esperam que os restantes 180 trabalhadores adiram à paralisação. “A Teleperformance apresentou lucros de dez milhões de euros em 2015, o que mostra que tem folga financeira para promover uma melhoria das condições de trabalho”, avança Manuel Afonso, do Sindicato de Trabalhadores de CallCenter, à margem do plenário.

“Os trabalhadores recebem 557 euros de salário base e exigem no mínimo 750 euros, valor que é pago nos balcões dos bancos a trabalhadores que têm as mesmas funções que estes”, admitiu. “A administração tem demonstrado grande intransigência em negociar e por isso decidimos avançar com esta medida mais gravosa”.

A greve, inédita na empresa, será extensível à Teleperformance em Lisboa, na Avenida Infante Santo, onde trabalham 70 pessoas.

O Setubalense/Zoomonline

Partilhe este artigo
Tags

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscrever!

*