Milhares assistem ao desfile das marchas na avenida

Publicado em Junho 12, 2017 » Cultura, Destaques, Últimas

Milhares de pessoas assistiram ao desfile das Marchas Populares de Setúbal, no sábado à noite na avenida Luísa Todi, provando que esta tradição, mantida pelas colectividades e o município sadino, está bem viva. Nem o forte vento afastou o público.

As setes marchas a concurso, avalidas pelo júri presidido pelo actor João Ricardo, demonstraram o trabalho de muitos meses, no sábado à noite na avenida Luísa Todi, a uma verdadeira enchente de público. Nem o forte vento que se fez sentir afastou os milhares de espectadores que estavam empolgados com o desfile de centenas de marchantes, ensaiadores e músicos.

Coube ao Núcleo Bicross de Setúbal com o tema “Já saiu… O Setubalense”, tendo como madrinha Joana Lança e o ensaiador Rui Conceição, abrir o desfile. Muita cor, luz e alegria, onde a aposta foram as cores da bandeira da cidade, o roxo e o branco, com o vestuário a lembrar os ardinas e os arcos engalanados com flores.

Já o Núcleo dos Amigos do Bairro Santos Nicolau, com a temática “O nosso bairro, a nossa gente”, com a madrinha Inês Pereira (um regresso) e o ensaiador Acácio Guerreiro (novidade), apostou nos motivos ligados às actividades do rio Sado, com pescadores e varinas, desfilando descalços. Os arcos apresentavam figuras com barcos.

A terceira marcha a desfilar foi o Grupo Desportivo Fonte Nova, com a temática “O bairro de Troino tem os seus amores de Verão, que são iluminados nas noites de São João”, com a madrinha Amélia Garcia (novidade) e o ensaiador Mário Salvado. O vestuário com cores preto e branco, a marcha apresentava arcos com corações e manjericos.

A União Desportiva e Recreativa das Pontes, com o tema “Setúbal, baía encantada”, com a madrinha Carla Lança e o ensaiador Amílcar Caetano (novidade), apostou na inovação nas vestes das mulheres, com saias em armações transparentes ornamentadas, com calção por baixo e os homens, também de calção, erguiam velas e redes, descalços, em tons de azul, verde e branco.

Já a Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense, com o tema “Em Azeitão há tradição”, com a madrinha Cristina Delícias (novidade) e a ensaiadora Graça Pereira, brilhou com os arcos em forma de cabeça de cavalo, com as imagens dos Santos Populares no meio. Os trajes estavam ligados às actividades equestres de marialva, com a aposta nas cores de preto e vermelho.

A penúltima marcha a desfilar foi da Cooperativa de Habitação e Construção Económica “Bem-Vinda a Liberdade”, com a madrinha Carina Martins (novidade) e os ensaiadores Oliveiros Rosário e Patrícia Pagaime. Outra aposta nas actividades marítimas, com homens pescadores e mulheres na agricultura, em cores de branco e preto, com coração ao peito. Os arcos com enormes barcos iluminados.

O desfile encerrou com o Grupo Desportivo Independente, com a temática “Setúbal respira, inspira e flui”, com a madrinha Sara Margarida e o ensaiador Bruno Frazão. Também apostaram em desfilar descalços, com uns arcos, onde se destacavam bolas de futebol, a lembrar “Setúbal Cidade Europeia do Desporto 2016”. Muita cor no vestuário das mulheres que erguiam na cabeça pequenas embarcações, dando um colorido diferente e original.

O Setubalense/ZoomOnline

Partilhe este artigo
Tags

Comments are closed.