Ministro da Educação em Setúbal defende certificação de adultos

Publicado em Abril 3, 2017 » Destaques, Educação, Política, Sociedade, Últimas

O Governo pretende reduzir o insucesso escolar e obter “50 por cento da população activa com o ensino secundário e 45 por cento com competências digitais até 2020”.

A expectativa foi manifestada pelo ministro da Educação, na sexta-feira, em Setúbal, à margem do encontro “Sucesso Escolar – Desafios e Soluções partilhadas entre escolas e autarquias”, que reuniu cerca de 400 participantes na Escola Superior de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Setúbal.

Tiago Brandão Rodrigues fez saber publicamente que muitos portugueses poderão completar o ensino secundário através de cursos profissionais com dupla certificação, no âmbito do programa Qualifica, que em Setúbal tem dois pólos credenciados. No encontro, o titular da pasta da Educação sublinhou a importância de se partilharem as boas experiências de algumas comunidades educativas e lembrou que o governo vai disponibilizar recursos adicionais para a concretização de projectos locais que visam promover o sucesso escolar.

De acordo com o ministro, as escolas “estão a fazer melhor, a identificar as vicissitudes e os problemas”, mas também estão a identificar as “fortalezas de muitas comunidades e a apoiarem-se no histórico de bem-fazer dessas comunidades”. À Lusa, adiantou que a universalização do ensino pré-escolar e também a distribuição de manuais escolares para todas as crianças do primeiro ciclo vão avançar já no próximo ano lectivo, defendendo que se deve encontrar “respostas para os alunos que têm dificuldades de alguma ordem, através da Acção Social Escolar, intensificando a Acção Social Escolar”.

O Setubalense/Zoomonline

Partilhe este artigo
Tags

Deixe uma resposta