Música portuguesa perdeu uma estrela do rock

Published On Dezembro 1, 2017 » 407 Views» Cultura, Sociedade, Últimas

Zé Pedro subiu ao palco pela última vez no dia 4 de novembro, no Coliseu dos Recreios. O último espetáculo da digressão dos Xutos e Pontapés, Mar de Outono. Hoje, aos 61 anos, o fundador da banda, ícone do rock português, faleceu após doença hepática e oncológica prolongada. O funeral realiza-se este sábado, 2 de dezembro.
Nascido a 14 de setembro de 1956 em Lisboa, José Pedro Amaro dos Santos Reis formou, aos 22 anos, os Xutos & Pontapés.
Em homenagem, a letra que Zé Pedro e Tim nomearam depois de uma noite memorável de Bairro Alto. Tema que desde a década de 1980 nos traz a essência dos Xutos.

Circo de Feras

A vida vai torta
Jamais se endireita
O azar persegue
Esconde-se à espreita

Nunca dei um passo
Que fosse o correto
Eu nunca fiz nada
Que batesse certo

Enquanto esperava no fundo da rua
Pensava em ti e em que sorte era a tua
Quero-te tanto…(quero-te tanto)
Quero-te tanto…(quero-te tanto)

De modo que a vida
É um circo de feras
E os entretantos
São as minhas esperas

Nunca dei um passo
Que fosse o correto
Eu nunca fiz nada
Que batesse certo

Enquanto esperava no fundo da rua
Pensava em ti e em que sorte era a tua
Quero-te tanto…(quero-te tanto)
Quero-te tanto…(quero-te tanto)

Share this post
Tags

Comments are closed.