“Não garanto que nos últimos anos não tenham sido cometidas irregularidades, estava ausente e confiei demasiado”, Florival Cardoso, presidente da direção da IPSS “O Sonho”

Publicado a Fevereiro 28, 2018 » 852 Views» Destaques, Sociedade, Últimas

Após o choque inicial das buscas efectuadas na passada sexta-feira à Instituição Particular de Segurança Social “O Sonho” Florival Cardoso, presidente da direção, recupera algo que refere como, “a calma e ponderação necessária para falar sobre o caso e passar uma palavra a funcionários, encarregados de educação e à cidade”.
Florival Cardoso, presidente da direção da Instituição Particular de Solidariedade Social “O Sonho” está a assumir uma atitude de proteccionismo em relação à instituição desde que buscas foram efectuadas às instalações sob a suspeita dos crimes de fraude na obtenção de subsídio, participação económica em negócio e peculato, segundo nota da Procuradoria da Comarca de Setúbal.
Em entrevista a O Setubalense Florival é decisivo na sua afirmação. “Isto não vai interferir com o normal funcionamento da instituição. O acusado sou eu, particularmente, enquanto presidente da instituição”.

(Acompanhe a entrevista completa na edição de hoje de O Setubalense)

Ana Martins Ventura / O Setubalense

Share this post
Tags

Comments are closed.