Nuno Costa defende uma freguesia mais humanizada

Publicado a Março 18, 2018 » 430 Views» Destaques, Sociedade, Últimas

O Fórum Luísa Todi encheu para assinalar os 465 anos da Freguesia de S. Sebastião. O presidente Nuno Costa começou por lembrar que “de cinco em cinco anos aproveitamos para convidar alguns dos grupos mais ecléticos e homenagear algumas personalidades da freguesia”. O edil fez questão de lembrar Bocage “o poeta da liberdade, que nasceu em S. Domingos, nesta freguesia e o padre Álvaro Teixeira”.
O autarca deixou algumas notas importantes, onde destacou a participação do movimento associativo e as festas da freguesia, a Festanima e as Festas em Honra de Nossa Senhora de Tróia.
Nuno Costa traçou algumas linhas de acção que passam pelo “reforço na organização popular com a participação das populações”, que apostam em “construir em conjunto o futuro colectivo”.
O presidente da Junta destacou ainda, “Setúbal já é diferente, mais bonita, mais funcional e devolveu o rio às pessoas, tendo eco nas suas gentes, que estão mais disponíveis para construir uma cidade melhor, onde o turismo é um potencial para a valorização das nossas tradições”. E terminou com um agradecimento “pelo contributo para que S. Sebastião seja um território mais humanizado”.
Este ano o executivo da Junta de Freguesia atribuiu Medalhas de Mérito ao atleta da APPACDM, Ângelo Pais e ao Núcleo Bicross. As duas Medalhas de Honra foram para a Comissão das Festas de Nossa Senhora de Tróia e para a Liga dos Amigos da Terceira Idade (LATI).
Os festejos tiveram uma forte componente de animação com a actuação do Agrupamento de Escolas da Ordem de Santiago, do Coro de Mãos Dadas, do Grupo Sénior de Cantares e Tradições e do Grupo Setúbal em Fado.

Fátima Brinca/ O Setubalense

Share this post
Tags

Comments are closed.