O lado estético de Zeca Afonso na Casa da Cultura

Publicado em Abril 12, 2017 » Agenda, Cultura, Destaques, Últimas

As capas e os grafismos dos 13 álbuns originais do cantautor português Zeca Afonso estão patentes desde sexta-feira, numa exposição aberta ao público na Casa da Cultura.

Na inauguração da mostra, o vereador da Cultura Pedro Pina considerou que a iniciativa “dá sentido à obra de um grande homem, que também foi cidadão de Setúbal”. “Mas Quem Vencer Esta Meta, Que Diga Se A Linha É Recta” é o nome da exposição composta por ampliações fotográficas das capas e de pormenores gráficos dos discos.

De “Baladas e Canções”, de 1964, a “Galinhas de Mato”, de 1985, todas as capas originais dos discos de Zeca Afonso estão reunidas na exposição organizada pela Câmara Municipal de Setúbal e pelo ateliê DDLX, que dá a conhecer, além da parte estética e de design, informações sobre os intervenientes na elaboração de cada um dos álbuns. A criatividade de Zeca e dos designers José Santa-Bárbara, Alberto Lopes, João de Azevedo e José Brandão ganha renovado sentido nesta exposição, inserida no programa das comemorações locais dos 43 anos do 25 de Abril e que assinala, em simultâneo, os trinta anos da morte de uma das maiores personalidades contemporâneas portuguesas.

Pedro Pina frisou ainda que trazer a iniciativa à Casa da Cultura, um espaço onde funcionou o Círculo Cultural, frequentado e marcado por Zeca, “é especial”. Acrescentou, ainda, a importância da mostra “tanto na divulgação, sobretudo junto das novas gerações, da obra do cantautor, quanto na recordação de uma figura ímpar cujo trabalho continua bem actual”.

A exposição, que tenta seguir uma linha temporal por ordem de edição, do primeiro ao último álbum, está dividida por artistas, ou seja, associa cada uma das capas dos discos a um designer. João de Azevedo e José Brandão assinaram, individualmente, um trabalho, Alberto Lopes, dois e José Santa-Bárbara, nove. Os quatro designers que trabalharam com José Afonso na concepção estética dos álbuns marcam presença num encontro com o público, de participação gratuita, a realizar a 21, pelas 22h00, na Sala José Afonso da Casa da Cultura.

O Setubalense/Zoomonline

Partilhe este artigo
Tags

Deixar uma resposta