Presidentes dos Municípios do Alentejo Litoral reunidos no Lousal

Publicado a Julho 31, 2014 » 955 Views» Política, Últimas

Apresentação do Plano EstratégicoOs Presidentes dos Municípios do Alentejo Litoral estiveram reunidos, esta quarta-feira, 30 de julho, no Centro de Ciência Viva, no Lousal, para analisar e discutir os passos seguintes a dar, no âmbito da CIMAL – Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral, para o planeamento do período de financiamento comunitário 2014-2020.

Após a apresentação do Plano Estratégico de Desenvolvimento do Alentejo Litoral 2014-2020, que ocorreu no passado dia 17 de julho em Santiago do Cacém, os autarcas de Alcácer do Sal, Grândola, Odemira, Santiago do Cacém e Sines reuniram com a consultora que tem assessorado a CIMAL, a Augusto Mateus & Associados, e com a CCDR – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo.

“A presença de Filipe Palma, em representação daquela Comissão, vogal da Comissão Diretiva do Inalentejo por indicação dos Municípios, é bastante relevante no momento atual, uma vez que definida a estratégia global para o território, o planeamento do Alentejo Litoral passará a uma fase dos trabalhos mais focalizada nas intervenções municipais e intermunicipais” revela a autarquia de Grândola.

Nesse sentido, os Presidentes dos Municípios do Alentejo Litoral discutiram as áreas prioritárias para as intervenções de âmbito municipal, de âmbito intermunicipal, bem como as pontes que devem ser estabelecidas com os diversos projetos e agentes do território. Esta nova fase de planeamento e discussão ganha igualmente substância com a recente aprovação do Acordo de Parceria – Portugal 2020 em Bruxelas. A CIMAL vai prosseguir, agora, os trabalhos de preparação das designadas abordagens integradas ao desenvolvimento territorial prevista no Portugal 2020, nomeadamente os Investimento Territoriais Integrados.

A realização da reunião no Lousal, e especificamente no Centro de Ciência Viva, é simbólica, uma vez que vai ao encontro daquilo que foi definido no Plano Estratégico de Desenvolvimento do Alentejo Litoral, mas também das linhas de força do Portugal 2020. Sendo este um equipamento vocacionado para o conhecimento, “desempenha um importante papel na valorização do território, da baixa densidade e do património, científico, cultural e local. Constitui, ainda, um importante exemplo de parceria com as instituições de ensino superior e de promoção de investigação científica” adianta o comunicado.

 

CMG/Zoomonline

Share this post
Tags

Deixe uma resposta