Projecto de apartamentos turísticos na Albarquel pronto no fim do Verão

Publicado em Julho 10, 2017 » Destaques, Economia, Últimas

O projecto de apartamentos turísticos entre o Parque Urbano da Albarquel e a praia deve estar pronto no fim do Verão depois de ultrapassados os aspectos técnicos inerentes ao mesmo.

O Grupo Imobiliário Libertas, com sede em Lisboa, dono do terreno, explica que o processo“teve que ser adaptado a algumas informações complementares relativas a aspetos geotécnicos. Está ainda numa fase de estudo mas mantivemos a área de implantação e volumetria definida no plano de Pormenor para o local”, admite fonte do grupo que adquiriu em Abril, do ano passado, das mãos do Estado um terreno com mais de 19 mil metros quadrados neste espaço.

Pascal Gonçalves, administrador do Grupo Imobiliário Libertas, considera que este é “um terreno com características únicas às portas de Setúbal, em primeira linha de praia e já integrado na Serra da Arrábida”.

“Este terreno está do lado certo”, afirma Pascal Gonçalves. “Setúbal é uma cidade com enorme potencial e tem património e história para além de ter uma beleza natural excecional com o estuário, o mar e a serra”. O administrador do Grupo Imobiliário Libertas acredita mesmo no “potencial da Península de Setúbal que não tem sido alvo da atenção que merece por parte dos investidores imobiliários”.

O Libertas pagou, em leilão no auditório da Sociedade de Geografia, em Lisboa, no âmbito da terceira Semana de Reabilitação Urbana de Lisboa, dois milhões duzentos mil e cem euros, cem euros mais que a base de licitação do terreno que era propriedade do Estado Português. Responsável pela criação de projectos imobiliários como a Herdade Alto do Pina e Hotel Al Foz, em Alcochete, bem como o condomínio privado do Estádio da Luz, ou a requalificação da Frente Ribeirinha de Lisboa, o Libertas viu na cidade de Setúbal um enorme potencial que tem passado ao lado de investidores imobiliários.

Na região de Setúbal, o grupo Libertas possui investimentos em Alcochete, no Seixal e no Montijo, “destinos que temos divulgado no estrangeiro, com um impacto positivo no mercado imobiliário dessas zonas”, conclui Pascal Gonçalves.

O Setubalense/ZoomOnline

Partilhe este artigo
Tags

Comments are closed.