Proteção Civil continua a prolongar risco de incêndio

Published On Novembro 21, 2017 » 55 Views» Uncategorized

Termina a 23 de novembro, ao que tudo indica, o “período crítico” prorrogado pelo Governo, no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta contra Incêndios.

A última decisão, que alterou a data de 15 de novembro para 23, resultou da avaliação das condições meteorológicas, consideradas atípicas relativamente a esta época do ano, aliadas ao estado das matas e florestas, devido à na ausência de precipitação nos últimos meses.

Neste contexto o Serviço Municipal de Proteção Civil e os Bombeiros de Setúbal recomendam a adequação dos comportamentos e das atitudes perante uma situação de perigo de incêndio florestal, nomeadamente com a adoção das necessárias medidas de prevenção e precaução, e a observância das restrições em vigor. Sendo proibida a realização de queimas e queimadas, a utilização de fogareiros e grelhadores fora dos locais autorizados e fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais.

É ainda proibido fumigar ou desinfestar em apiários, exceto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas, e lançar balões de mecha acesa e de foguetes. O uso de fogo-de-artifício só é permitido com autorização da Câmara Municipal.

As máquinas de combustão interna e externa e os veículos de transporte pesados têm de usar dispositivos de retenção de faíscas e tapa-chamas nos tubos de escape e chaminés, além de um ou dois extintores de seis quilogramas, consoante o peso máximo seja inferior ou superior a dez toneladas.

Share this post
Tags

Comments are closed.