Marcelo Rebelo de Sousa ‘apadrinha’ conferência sobre segurança e cidadania

Published On Março 20, 2017 » 344 Views» Destaques, Segurança, Sociedade, Últimas

A conferência internacional Riscos, Segurança e Cidadania, marcada para 30 e 31 de Março, já tem perto de três centenas de inscritos, num evento que conta com a presença do Presidente da República. A novidade foi avançada sexta-feira pela presidente da Câmara, durante a apresentação oficial do evento.

“Trata-se de uma conferência multidisciplinar com objectivo da partilha de conhecimento e da aplicação de diversas metodologias com vista à redução do risco de desastre e com potencial aplicação nos domínios da segurança”, revelou Maria das Dores Meira. Na apresentação da Conferência Internacional Riscos, Segurança e Cidadania, que surge no âmbito do trabalho que o município de Setúbal tem desenvolvido na área da Protecção Civil, a edil fez-se acompanhar por Duarte Caldeira, do Centro de Estudos e Intervenção em Protecção Civil; José Luís Zêzere, do Instituto de Gestão e Ordenamento do Território; e Boguslawa Sardinha, do Instituto Politécnico de Setúbal.

Tendo em conta a importância central que a Protecção Civil tem na vida de todos, e uma vez que Setúbal integra a campanha das Nações Unidas “Construindo Cidades Resilientes” e a Plataforma Nacional para a Redução de Catástrofes, “torna-se determinante o conhecimento sobre o actual grau de incerteza dos riscos numa perspectiva de causas naturais ou antropogénicas, mas também numa perspectiva sistémica que integre categorias de risco económico, ambiental, geopolítico, social e tecnológico”, refere a presidente da Câmara.

A comunidade académica e operacional no terreno aceitou o desafio para apresentar comunicações no evento, sendo que o número foi até maior do que se esperava. “Recebemos a inscrição de 43 resumos e seleccionámos 25 para comunicações orais durante a conferência. Os restantes foram desafiados a apresentar posters ou outros trabalhos”, explica Boguslawa Sardinha, sem esquecer a importância de mencionar que este é o primeiro evento realizado no qual se juntam as três vertentes: riscos, segurança e cidadania.

Especialistas por melhor protecção civil

Acreditando que estes três temas fazem parte de um triângulo virtuoso da intervenção das comunidades, dos sistemas e dos poderes, Duarte Caldeira considera ainda que se trata: “de uma chamada geral de mobilização à comunidade internacional para salvar valores essenciais, como o valor da vida”. “Esta iniciativa vai funcionar como catalisador que permite comparar experiências e perceber as motivações e as necessidades dos parceiros”, refere José Luís Zêzere, que considera ser da máxima importância iniciativas como esta para ultrapassar barreiras existentes para que todos sejam “mais resilientes, mais resistentes e mais capazes de responder a situações de risco”.

Presidente da República encerra trabalhos

Para 31, na sessão de encerramento da conferência, está confirmada a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que “aceitou o nosso convite e dá-nos a honra de participar na cerimónia de encerramento desta conferência, reconhecendo, assim, quer a importância deste tema, quer o trabalho que, em conjunto, com vários parceiros, temos vindo a desenvolver nestas matérias”, declara Dores Meira.

O encontro, organizado pela Câmara em parceria com o Centro de Estudos e Intervenção em Protecção Civil, o Instituto de Geografia e Ordenamento do Território e o Instituto Politécnico de Setúbal integra diversas sessões temáticas, a realizar nos dias 30 e 31 de Março no Fórum Luísa Todi, na Casa da Baía, na Biblioteca Municipal, nos Paços do Concelho e no auditório da Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra.

O Setubalense/Zoomonline

Share this post
Tags

Deixe uma resposta