Seixal assina contrato para implementação de um Laboratório Vivo para a Descarbonização

Publicado a Abril 5, 2018 » 1018 Views» Destaques, Sociedade, Últimas

Amanhã pelas 11h00, no Fórum Municipal Romeu Correia, em Almada, irá decorrer a assinatura dos contratos no âmbito do projeto Laboratórios Vivos para a Descarbonização. Iniciativa em que estará presente o Ministro do Ambiente.
Recorde-se que a Câmara Municipal do Seixal apresentou uma candidatura no âmbito da implementação de um Laboratório Vivo para a Descarbonização (LVpD), onde apresenta 17 projetos a desenvolver e a aplicar de forma integrada junto à  Baía do Seixal, referentes às áreas da mobilidade, energia, economia circular, ambiente e habitação.
São exemplo, um comboio elétrico movido a energia solar, enquanto forma de minimizar as deslocações pendulares em viatura própria. O restaurante verde com as refeições confecionadas em fornos solares, uma sala de emissões zero (um centro de monitorização e informação do ecossistema) e uma exposição da inovação tecnológica para a descarbonização, bem como pontos de carregamento elétricos, iluminação pública inteligente (LED) e 200 contadores de água com transmissão de dados por telecontagem no edificado circundante à baía.
Joaquim Santos, Presidente da Câmara Municipal do Seixal considera que “a criação deste Laboratório Vivo para a Descarbonização no Concelho do Seixal, será um forte impulso à concretização das várias ideias de iniciativas inovadoras, algumas das quais estão há muito pensadas e previstas pelo município e que têm agora a possibilidade de ser implementadas”.
Com estes projetos o autarca espera que o município alcance vários impactos positivos, ao nível ambiental, social e económico.  Ao nível ambiental em termos de descarbonização real e da educação e sensibilização para um desenvolvimento humano e económico sustentável e para a utilização das energias renováveis. No que se refere ao nível social em termos de comportamento do cidadão, que se tornará mais amigo do ambiente, conciliando o lazer e o desenvolvimento de atividades sociais, que se espera que venham a desenvolver-se na zona ribeirinha e centros históricos, em torno da temática e das tecnologias do Ecossistema, LVpD.

ZoomOnline/ O Seixalense

Share this post
Tags

Comments are closed.