Setúbal orgulha-se por aumento do sucesso escolar e prepara melhorias

Publicado a Julho 13, 2018 » 289 Views» Destaques, Educação, Sociedade, Últimas

Na plataforma infoescolas, do Ministério da Educação, que apresenta dados de sucesso escolar entre os anos lectivos 2012/13 e 2015/16, é possível verificar que a taxa de reprovações diminuiu na generalidade entre o 2º e 12º ano de escolaridade no espaço do último ano de análise, em 2017/18.

A Câmara Municipal de Setúbal demonstra orgulho pela diminuição dos chumbos nas várias escolas do concelho e recusa-se a baixar os braços, apontando para inovadoras práticas sócio educativas incutidas pelo concelho que vão, no futuro, beneficiar a população escolar nos anos vindouros. Na plataforma infoescolas, do Ministério da Educação, que apresenta dados de sucesso escolar entre os anos lectivos 2012/13 e 2015/16, pode-se observar que a taxa de reprovações diminuiu na generalidade entre o segundo e 12º anos de escolaridade no espaço do último ano de análise.

Foi no oitavo ano onde se verificou a maior queda na percentagem de chumbos e abandono escolar. Dos 14 para os 9 por cento, entre 2014/15 e 2015/16.

Também os 2º, 3º, 5º, 9º, 10º, 11º e 12º registaram quedas de chumbos em todas as escolas do concelho. Quanto ao 6º ano manteve a mesma percentagem e os restantes registaram um aumento, sendo que o maior aumento deu-se no sétimo ano, dos 17 para os 19 por cento.
Ricardo Oliveira, vereador da educação na autarquia, observa “alguma melhoria no comportamento de indicadores associados ao sucesso escolar como as taxas de retenção, o hiato das notas atribuídas para as médias de aprovação às diferentes disciplinas”.

O município valoriza assim as várias orientações políticas que assumem como preocupação uma maior valorização da aprendizagem das crianças e jovens, tais como: as aprendizagens e o trabalho em grupo, a colaboração e a cooperação; o fim de exames nacionais nos 1º e 2º ciclo do ensino básico; a valorização dos projetos educativos e a promoção de uma ideia de escola que ultrapassa em muito as quatro paredes e que pretende romper com uma relação aluno-professor, em contraponto com o relacionamento e as aprendizagens participadas e construídas com os alunos.

No ponto de vista do autarca, há ainda a ter em conta a distribuição dos manuais escolares aos alunos do 1º ciclo do ensino básico e o seu alargamento no próximo ano letivo também aos alunos do 2º ciclo com o objetivo da concretização da universalização da distribuição dos manuais a todos os alunos do ensino obrigatório.

Ainda assim, a associação direta da evolução dos indicadores de sucesso escolar com as medidas referidas poderá “representar um exercício precipitado”. Estas práticas necessitam de consolidação por períodos mais prolongados.

Para o futuro, Ricardo Oliveira explica que o Município de Setúbal está empenhado na promoção de experiências e práticas sócio educativas inovadoras, na valorização da escola e no desenvolvimento de comportamentos positivos relativamente à escola e à educação em geral por parte de toda a comunidade educativa. “Sabemos que são sementes que ainda se encontram a germinar, mas estamos confiantes que os seus frutos serão colhidos e beneficiarão toda a comunidade e população escolar nos anos vindouros”.

O Setubalense/ZoomOnline

Share this post
Tags

Comments are closed.