Teatro do Elefante leva “O Lagarto” ao Sri Lanka

Publicado a Abril 30, 2018 » 504 Views» Agenda, Cultura, Destaques, Últimas

De 3 a 21 de Maio, o Teatro do Elefante estará em Baticalloa, no Sri Lanka, com o espectáculo “O Lagarto”, uma criação de Fernando Casaca feita a partir do conto de José Saramago. Com várias sessões marcadas para aquela que é primeira viagem deste ano, o grupo está expectante e promete promover a cultura portuguesa contemporânea.

O espectáculo “O Lagarto”, uma criação de Fernando Casaca, director artístico do Teatro do Elefante, a partir do conto de José Saramago, será apresentado em várias sessões entre 3 e 21 de Maio, em Baticalloa, no Sri Lanka. O grupo do Teatro do Elefante actuará para a comunidade burguer de descendentes de portugueses, no Centro Social e Cultural D. Lourenço de Almeida, e no Swami Vipulanathar Institute of Aesthetic Studies (SVIAS), para a comunidade académica e para o público em geral.

“É um contacto que tem sido na preparação muito interessante. Eu até há bem pouco tempo não imaginava que houvesse uma comunidade tão culturalmente forte no Sri Lanka, antigo Ceilão, chamado de Taprobana, referência que surge n’Os Lusíadas”, refere Fernando Casaca sobre aquela que é a primeira viagem do Teatro do Elefante neste ano, num país culturalmente ligado a Portugal. “Mesmo que possam ter significados diferentes, há palavras no dialectos deles que são puramente português. A língua foi preservada”, acrescenta.

O grupo irá dinamizar e dirigir uma Oficina de Criação Teatral para artistas e para a comunidade local, também no Centro Social Cultural D. Lourenço de Almeida, com técnicas de teatro europeias. “Na tradição cultural da Ásia, não se distinguiram o teatro e a dança, não se separaram, e de algum modo também podemos contribuir com as nossas técnicas e as nossas artes. E vamos procurar também aprender com eles, teremos muito que aprender, com certeza”, continua, explicando que no futuro pretendem “sempre que possível receber no nosso país, numa espécie de intercâmbio, pessoas do Sri Lanka e dos países onde vamos marcando presença”.

Com o objectivo de promover a cultura portuguesa contemporânea, sobretudo o teatro e a literatura, o grupo pretende ainda desenvolver actividades ligadas à vida e obra de José Saramago, no ano em que se assinalam 20 anos do Prémio Nobel da Literatura.

“Em termos pessoais, vou a um sítio novo, que ainda não conhecia. Vou fazer umas oficinas e embora este seja um destino novo integra-se num projecto vasto do Teatro do Elefante que já tem muitos anos”, explica Mário Lobo, actor que acompanhará Fernando na interpretação da peça “O Lagarto” aquando da estadia do Teatro do Elefante no Sri Lanka.

O Lagarto, interpretado pelos actores Fernando Casaca e Mário Lobo, conta a história de um lagarto que aparece no Chiado. Os populares fogem, assustados, e aparecem a Força Aérea, a Polícia e o Exército. Gera-se o pânico e a confusão na baixa da capital e o lagarto, por intervenção das fadas, que nunca aparecem na história, transforma-se em flor, depois em pássaro e sai a voar.

“Há esta ligação histórica entre Portugal e o Sri Lanka e queremos também levar a nossa história contemporânea portuguesa e o conto de José Saramago, para quem estiver mais atento, é uma antevisão do nosso 25 de Abril. Está muito presente em nós”, considera Alexandra Viegas, responsável pela comunicação e promoção do Teatro do Elefante, que acompanhará Fernando Casaca e Mário Lobo na viagem. “Vamos levar também a exposição das ilustrações de Jota Borges, que acompanham o conto d’O Lagarto, numa parceria com a Fundação José Saramago que nos vai ceder as mesmas para podermos expor lá”, remata.

Inês Antunes Malta

O Setubalense/ZoomOnline

Share this post
Tags

Comments are closed.